Se perguntarmos para alguém o que Steve Jobs tem a ver com a os desfiles de Paris, Milão, Nova Iorque ou mesmo as vitrines do Brás e Bom Retiro em São Paulo, provavelmente receberemos como resposta um grande ponto de interrogação, não é verdade?

Pois é, quando os Iphones e Ipads vieram parar em nossas mãos, junto com eles também se abriram enormes janelas onde foi possível nós debruçarmos e ter, a um simples clique, todo um universo de informações que nunca imaginamos na vida em vislumbrar.

Facebook, Youtube, Twitter, SnapChat, Pinterest, Whattsapp, Instagram e tantas outras ferramentas aproximaram as pessoas do mundo inteiro, transformaram o modo como nos relacionamos com as pessoas e com os assuntos, tornaram possível que uma pura e simples consumidora também pudesse se fazer ouvir por tanta gente, mostrando suas opiniões, influenciando comportamentos ou simplesmente compartilhando com tantos outros seus pensamentos.

E esta revolução que aconteceu nas mídias sociais permitiu uma maior democratização no mundo da moda, e vimos a proliferação de Blogs internet a fora, falando de uma diversidade de assuntos para todos os gostos.

Os Blogs trouxeram uma revitalização para este universo feminino, disseminando conceitos de marcas, formando opiniões, engajando e fidelizando o público em geral.

E tudo isto não está sendo diferente no segmento de moda evangélica, a cada dia vemos mais marcas deste segmento mostrando seus produtos através de blogueiras deste mesmo universo.

Veja a o que diz a blogueira Juliana Fornazier: “ É notável o crescimento de blogueiras evangélicas no universo da moda! Estamos conquistando um espaço muito importante, com o apoio de lojas e marcas que nos dá a oportunidade de mostrar que é possível ser linda, moderna, vestindo roupas elegantes, conseguindo assim valorizar a beleza de uma mulher evangélica!”

O tamanho exato é incerto. Mas o universo dos blogs no Brasil é imenso e cada vez mais rentável. O autor Marcos Lemos, que assina o e-book “Blogar: O processo de criação de Blogs”, e que criou o “Ferramentas Blog”, estimou a existência de mais de 2,5 milhões de blogs em português, com mais de 55 milhões de páginas criadas ou atualizadas nos seis meses anteriores, indexadas pelo Google.

Na opnião da Blogueira, Paola Santana, “Os blogs de moda evangélica tem alcançado cada vez mais espaço pois vem mostrando que é possível usar peças com informação de moda adequando aos padrões de recato e elegância, além de ser realizado por mulheres reais que muita das vezes não tem o padrão de beleza exigido o que faz com que meninas e mulheres identifique-se e se inspirem. ”

Esse cenário é muito recente, algumas das marcas evangélicas ainda não perceberam essa mudança e a importância de usarem as mídias sociais para chegarem mais rápido no cliente final.

Hoje vemos que a resposta é muito rápida, uma blogueira posta uma roupa e essa se esgota nas lojas. Uma revendedora repassa um vídeo de uma blogueira e isso facilita o giro de suas peças.

Para a Fabi do Blog Mulher única, “A influência de blogueiras no poder da compra é muito grande, pois mostramos algo mais real, do que uma celebridade top. Por exemplo: já faz um tempo que as celebridades usam as saias midis, mas eu não via as pessoas comuns usarem, a partir do momento que nós blogueiras aderimos a essa moda, eu vi uma procura muito grande, recebo diariamente mensagens de mulheres desesperadas querendo saber aonde encontro às minhas saias rs.”

O fato é que os blogs de moda possuem um grande poder de influência na decisão das leitoras. Porém, nos dias atuais elas estão cientes dos estímulos que recebem. O público feminino consome conteúdos e absorve apenas o que lhes convêm, além de possuir o poder de discernimento para escolher o que se encaixa em sua personalidade e estilo de vida.

Por Renata Castanheira, do Blog Crente Chic

Esse foi meu artigo para a Regista Ellegância, e aí gostaram?

Gostou? Compartilha com as amigas!
por //

4 comments on “A influência das mídias digitais no mercado da moda evangélica e a importância das blogueiras na disseminação das marcas”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *