Uma nova frente fria chega essa semana em São Paulo e é muito importante manter os cuidados com a pele.

A estação mais fria do ano está chegando no seu ‘auge’ e é muito importante manter os cuidados com a pele no inverno. Embora as temperaturas mais frias sejam nas regiões sul e sudeste, é essencial que todos conheçam as principais dicas para que a pele não sofra os efeitos dessa época do ano.

Separei nove cuidados com a pele que você deve ter durante esse período. A seguir, confira essas dicas e realize os procedimentos, trazendo ótimos resultados para o seu corpo e sua saúde.

E se engana quem pensa que um alto investimento é necessário. Basicamente, basta ter os cremes e hidrantes certos, cuidar da alimentação e se hidratar com regularidade para que sua pele fique macia e saudável, bem cuidada como merece. Eu amo!

Nove cuidados com a pele no inverno

Alimentação

Ter uma alimentação saudável durante todo o ano é importante, mas, pensando nessa estação especificamente, existem algumas dicas para seguir.

Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), para prevenir o envelhecimento da pele durante o inverno, a alimentação deve ser balanceada com legumes, hortaliças e frutas. Laranja, morango, limão, cereja e outras que sejam ricas em vitamina C são algumas indicadas.

Falando dos vegetais, alguns exemplos de alimentos ideais para esse período são: brócolis, repolho e cenoura. A soja possui uma substância chamada isoflavonas, que evita o ressecamento e melhora a elasticidade da pele, ou seja, deve fazer parte dessa dieta também. Inclua também castanhas, nozes e amêndoas, que ajudam a manter a pele saudável e bonita.

Mas, e os doces, são permitidos? A boa notícia, especialmente para os amantes do chocolate, é que sim. Os tipos amargos têm uma substância chamada flavonoides, que é extremamente benéfica para a pele.2) Protetor solar.

Protetor solar

O protetor solar não é um aliado da pele apenas no verão. Ele também é fundamental nos cuidados com a pele no inverno. Apesar de ser um período de baixas temperaturas e muitas nuvens no céu, isso não impede que os raios solares cheguem a sua pele.

Os raios UVA tem a mesma intensidade durante todo o ano e são justamente eles que aceleram o envelhecimento e aumentam ainda mais o risco de câncer de pele. Além de procurar o produto indicado para o seu tipo de pele, utilize um protetor solar com, no mínimo, fator de proteção 30.

Extremidades

Manter o corpo protegido e hidratado é mais um dos cuidados com a pele no inverno. Algumas regiões como cotovelo, joelho e mãos exigem maior atenção, uma vez que são partes da pele que costumam ser mais secas e, por isso, ficam mais vulneráveis ao frio.

Assim, utilizar um hidratante corporal 1 vez ao dia, ou conforme as necessidades da sua pele, é uma estratégia bastante eficaz. Esse produto evita a perda de água, protege e também retira as células mortas.

pele

Rosto

Quando o frio se aproxima todo mundo recorre aos casacos, calças, meias, luvas e até gorros. Mas uma das regiões mais sensíveis durante essa estação é o rosto, que também acaba sendo o local mais difícil de proteger.

Os hidrantes faciais devem ser usados não somente por aqueles que têm a pele seca, mas também por quem tem a pele oleosa, para prevenir a perda de água – garantindo a hidratação da pele – mas, sobretudo, para reativar a barreira de proteção do local.

Lábios

Certamente você já teve as famosas rachaduras no lábio durante o inverno, né? Essa situação é muito comum e, por isso, um dos principais cuidados com a pele no inverno deve ser com essa região.

A pele do lábio é fina e delicada, e o ressecamento causado pelas baixas temperaturas são a causa das incômodas rachaduras. Para evitar esse problema, utilize um hidratante labial várias vezes ao dia, protegendo-os contra o frio, o vento e a baixa umidade do ar.

Evite banhos (muito) quentes

Talvez essa seja a dica mais difícil entre os cuidados no inverno. É inevitável querer tomar aquele banho bem quente para espantar o frio. Mas por mais tentador que seja, o ideal é usar água morna, uma vez que a água com altas temperaturas causa danos à camada protetora da pele.

Procure usar sabonete neutro e não usar buchas ou esponjas muito ásperas, porque elas também contribuem para a remoção da proteção. Ainda existe mais uma razão para evitar os banhos quentes: a descamação do couro cabeludo, que favorece a aparição de caspas.

Beba água!

No inverno é normal sentir menos sede, mas não deixe de beber água por isso, já que ela é essencial para o bom funcionamento do organismo e ajuda manter a pele hidratada, preservando a integridade do tecido e evitando ressecamento e descamação.

Para quem gosta, é possível substituir a água em alguns momentos por chás naturais, desde que sem o uso de açúcar. Evite apenas o chá preto, porque esse tem exatamente o efeito contrário e leva à desidratação.

cuidados com a pele

Vá ao dermatologista

Apesar dessas dicas serem extremamente simples, práticas e ajudarem bastante, não deixe de recorrer a um especialista, principalmente se você já tem pele sensível, ressacada, avermelhada entre outros problemas.

Nesses casos é importante ter um diagnóstico preciso e, mais ainda, a melhor indicação de tratamento. O médico também poderá indicar os produtos mais adequados, levando em conta todas as suas particularidades.

Tratamentos dermatológicos

Por fim, e não menos importante, veja se existe algum tratamento necessário ou que você queira fazer, uma vez que alguns deles tem como contraindicação evitar a exposição ao sol. Então, durante o inverno pode ser mesmo a melhor oportunidade para colocar esses pontos em dia.

Confira outros posts que vão te ajudar com o autocuidado:
– Tipos de pele: você sabe qual é a sua?
Skin fitness: você sabe o que é?
– Quarentena, doenças de pele e a falta de sol

Beijos,

Renata.

Escreva um Comentário